Configurando suas Metas no Google Analytics

Esse post é o segundo de uma série de 3 do nosso Guia Gawa de Configuração de Metas do Google Analytics.

Vimos no artigo anterior da série o que são as Metas do Google Analytics e como definí-las.

Agora vamos aprender a configurar as Metas dentro da sua conta de Analytics.

Antes de tudo, é importante entender que há 4 tipos de Metas.

Os 4 Tipos de Meta

  • Meta de Destino: a meta é contabilizada quando uma determinada URL é carregada. Esse é o tipo mais comum e mais usado de Meta. Por exemplo, vamos dizer que eu tenha um carrinho de compras com 5 passos, e quando o 5o passo é carregado significa que houve uma compra. Assim, posso configurar uma Meta para que toda vez que um usuário acesse a URL www.gawa.com.br/carrinho/passo5 uma Meta seja contabilizada.
  • Meta de Duração: a meta é contabilizada toda vez que a sessão atinge uma duração mínima, definida na criação da Meta.
  • Meta de Páginas/Telas por sessão: a meta é contabilizada toda vez que o usuário acessou o número mínimo de páginas em uma sessão específica, também definido por você na criação da Meta.
  • Meta de Evento: a meta é contabilizada quando um determinado Evento é acionado. Para quem não sabe, um Evento no Analytics é uma ação no site não gera um novo Page View. Por exemplo, o play em um vídeo ou o clique em um botão de download. Leia mais sobre Eventos do Analytics aqui.

Agora que você já sabe a diferença entre os tipos de Metas, vamos ao passo-a-passo de configuração da Meta. Para que o exemplo fique mais palpável, vamos imaginar que estamos criando uma Meta que vai medir o pedido de orçamento do meu site.

Nesse meu exemplo fictício, o usuário começa a navegar no meu site e resolve pedir um orçamento. Ao clicar no botão “Pedir Orçamento”, ele é levado para  a Página de Pedido de Orçamento que se encontra na URL www.exemplo.com.br/orcamento/etapa1. Lá ele vai inserir os produtos e as quantidades que ele deseja orçar.

Depois, clica no botão “Próximo Passo” e é levado para a página onde vai deixar seus dados de contato, que fica na URL: www.exemplo.com.br/orcamento/etapa2.

Ao fim dessa página ele clica no botão “Enviar pedido de Orçamento” e é levado à página de confirmação de que o orçamento foi recebido pela nossa equipe na URL www.exemplo.com.br/orcamento/pedido_concluido

Ok, tendo esse exemplo em mente, como a gente faria para configurar essa Meta dentro do Google Analytics?

Passo-a-passo da Configuração de Metas

  1. Para começar, acesse sua conta do Google Analytics e clique em Administrador. Na coluna de Vista da Propriedade (a mais da direita), clique em Metas. Configuração de Metas: Administrador > Vista de Propriedade > Metas
  2. Clique no botão +Nova MetaImagem de Configuração de Metas no Analytics: botão +Nova Meta
  3. No passo 1, selecione o modelo que mais esteja de acordo com o tipo de Meta que você pretende criar. Para o nosso exemplo, a opção mais adequada seria Consulta > EnvioConfiguração de Metas do Google Analytics: passo 1
  4. No passo 2, vamos primeiro nomear a Meta. Escolha um nome bem descritivo pois esse é o nome que vai aparecer em todos os nossos relatórios. Eu colocaria algo como “Pedido de orçamento recebido”. Depois é a hora de escolher o tipo de Meta, dentre aqueles 4 que falei lá em cima. Nesse caso, vamos com Meta de Destino.Configuração de Metas do Google Analytics: passo 2
  5. No passo 3 é onde a mágica acontece. Aqui é onde vamos contar para o Analytics a URL que, quando carregada, deverá contar como Meta. De acordo com o nosso exemplo, o destino é a URL www.exemplo.com.br/orcamento/pedido_concluido. Configuração de Metas do Google Analytics: passo 3

Só uma observação sobre esse último passo:

Se no seu site a URL de destino da Meta é dinâmica (ou seja, fica diferente para cada finalização de Meta) você vai precisar mudar o campo “igual a” para “começa com” ou “Expressão Regular” e adaptar o conteúdo do Destino. Não vou entrar em detalhes aqui pois a Expressão Regular seria uma aula à parte. Quem gosta de nerdices e quiser ler saber um pouquinho sobre o assunto, recomendo esse vídeo aqui. E no futuro eu escrevo um post sobre isso. Prometo!

Você pode salvar a Meta neste momento, ou você pode fazer as configurações opcionais. Nem todas as Metas precisam dessas configurações, mas abaixo explico o que são e se você achar válido, configure-as também!

Configurações opcionais

  1. Valor de Meta: ao definir um valor para sua meta você terá relatórios com um valor monetário atrelado à meta. Nesse nosso exemplo, vamos supor que a cada 10 pedidos de orçamento eu consigo fechar um pedido de R$300 em média. Eu colocaria como valor da meta R$30 (R$300/10). Esse valor vai servir para que vários relatórios sejam populados com mais detalhes, trazendo dados como ROAS e valor de página. Vamos falar deles no próximo artigo da série.
  2. Funil de Meta: o funil de meta é usado quando um usuário passa por um caminho específico dentro do site para chegar no Destino da Meta. Nem sempre a Meta terá funil, nesses casos é só deixar em branco. Mas no nosso exemplo, faz sentido configurarmos um funil, já que o nosso usuário passa por 2 etapas fixas antes de finalizar a meta. A primeira etapa do nosso funil seria na URL www.exemplo.com.br/orcamento/etapa1 e a segunda na URL www.exemplo.com.br/orcamento/etapa2. No próximo artigo da série, também vamos ver como uma Meta com funil configurado monta um relatório bem bonitinho pra gente lá na interface do Analytics. Configuração de Metas do Google Analytics: passos opcionais

Prontinho! Meta configurada!

Caso faça sentido pro seu site, você pode configurar outras metas. No site da Gawa, por exemplo, temos uma meta configurada para todos que se inscrevem na Newsletter e outra para todos que enviam um formulário de contato.

Você deve estar se perguntando: mas vocês não têm uma Meta configurada para a venda de cursos? Sim, temos! Mas ela foi feita através da configuração de E-commerce do Google Analytics e não como Meta. Mas aí já é assunto para mais um artigo… 😉

Pra finalizar, fique de olho no terceiro e último artigo da série! Nele eu vou mostrar os relatórios que são populados com as Metas e as principais análises que podemos fazer com eles.

Agora, quero saber de você: qual Meta você configurou na sua conta do Analytics depois de ler esse artigo? Foi fácil ou difícil? Travou em algum passo? Conta pra gente!

Se você perdeu, confira o primeiro artigo da série aqui!

Escrito por: Isabel Furtado Machado

Isabel é sócia-fundadora da Gawa trabalha com marketing digital desde 2008 e é instrutora de cursos na área desde 2010.

3 comentários

  1. Olá, bom dia!
    Ótimo tutorial.

    * E se ao clicar o botão de envio, do formulário, a ação esteja na mesma página? Ou seja, não existe nova página de “enviado_com_sucesso.html”, por exemplo.
    Obs.: No Adwords, consegui registrar corretamente as conversões mas no Analytics, ainda não.

    Como devo proceder? Poderia me ajudar, por favor?

    Desde já, obrigada.

    1. Oi Aline,
      Nesse caso, o melhor é configurar um Evento no botão de “Enviar” e depois criar uma Meta que seja contabilizada ao completar esse Evento, e não no carregamento de página.
      Para configurar um evento no botão, fale com o programador do seu site site ou utilize o Google Tag Manager (GTM). Essa é a opção que a gente usa aqui no site da Gawa e eu recomendo muito.
      Espero ter ajudado!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *