Guia Completo do Marketing de Conteúdo Para Empresas B2B – parte 2

Nesse post vamos dar continuidade ao nosso Guia Completo do Marketing de Conteúdo para Empresas B2B. Você pode conferir a primeira parte neste link aqui.

Ferramentas de Marketing de Conteúdo B2B

Conheça algumas ótimas ferramentas de marketing de conteúdo B2B. Elas vão te ajudar com SEO, pesquisa, escrita, publicação e compartilhamento de conteúdo.

  • WordPress – O CMS (sistema de gerenciamento de conteúdo) mais popular do mundo. O WordPress facilita para leigos em tecnologia criem conteúdo excelente.
  • Yoast – Um plugin para WordPress que ajuda qualquer um a otimizar uma página para SEO facilmente.
  • Ahrefs – Uma ferramenta que profissional de marketing de conteúdo, pode ser usada para obter detalhes sobre seus concorrentes e seus nichos, incluindo quais sites têm links para você, para quais palavras-chave você classifica e muito mais.
  • Canva – Crie infográficos, logotipos e outras imagens para deixar seu conteúdo mais bonito.
  • Buffer – Software de gerenciamento de mídia social para ajudar agendamento de conteúdo.
  • OmmWriter – Este aplicativo de escrita é fácil de usar, com preço acessível e irá ajudá-lo a manter o foco.
  • Evernote Web Clipper – Use esta extensão do navegador para destacar e salvar imagens / texto de sua pesquisa.
  • Analisador de Manchete do CoSchedule – escreva um título atraente.
  • Airtable – Crie e gerencie seu calendário de conteúdo.
  • Bambu – Uma ferramenta para que os funcionários da empresa advoguem por você. Ele facilita a seleção de novos conteúdos para toda a empresa.

Certo e Errado do Marketing de Conteúdo B2B

Depois de escolher suas palavras-chave, seus pilares e ter os avatares de clientes mapeados, é hora de escrever. Criamos uma lista com o CERTO e ERRADO de um robusto trabalho de criação de conteúdo B2B.

1 – Use gramática e ortografia corretas

Flip e Language Tool são ótimas ferramentas de verificações de gramática e estilo automáticas. O ideal é sempre contar com a ajuda a outro ser humano para revisar seu trabalho. Se não conseguir a opinião de terceiros, releia seu texto de cabo a rabo atenciosamente.

2 – Não use uma palavra grande quando uma palavra pequena for suficiente

Ernest Hemingway, Stephen King e tantos autores de renome vivem desta regra. Quando se trata de escrever um ótimo conteúdo, mantenha-o simples.

3 – Priorize a qualidade ao procurar por redatores

O barato pode sair caro. Não espere conteúdo de qualidade cinco estrelas pagando uma miséria. Em vez disso, opte por um escritor freelancer intermediário se tiver um orçamento apertado. Conteúdo é um investimento, e contratar pessoas que farão um trabalho ruim é um investimento ruim.

4 – Não plagiar

Isso nem deveria precisar ser dito, mas já vimos isso acontecer tantas vezes que vale a pena mencionar. O plágio é o pior visual para a sua marca. Apenas não faça isso.

5 – Escreva um título atraente

O Headline Analyzer do CoSchedule ajudará você a escrever um título mais atraente. E lembre-se de não soar muito vendedor.

6 – Não exagere com os advérbios

Esta é outra dica importante para conteúdo B2B. Algumas empresas acham que precisam fazer de tudo “por vendas”. Por isso, usam advérbios como “realmente impressionantes” ou “realmente necessários”.

Faça um favor a si mesmo e limite o uso dessas palavras horrendas. Eles não estão agregando valor ao seu conteúdo.

7 – Mantenha a simplicidade

Este é um dos grandes do mundo do marketing de conteúdo B2B.

Às vezes, isso não pode ser evitado, principalmente se você escrever conteúdo técnico. Mas se você puder encontrar uma maneira mais direta de dizer algo, opte pela simplicidade, mesmo que escreva para um público técnico.

8 – Não soe antiquado

Só porque você está escrevendo conteúdo B2B não significa que deveria soar como um Press Release de 1950.

Aqui está uma boa regra prática se sua escrita tende a ser muito formal – digite como você falaria em uma conversa.

9 – Escreva para seres humanos

Não insira o máximo possível de palavras-chave em seu conteúdo na esperança de conseguir uma classificação mais alta no Google. Mantenha-se conversacional e natural.

Os motores de busca evoluíram desde 2007, quando você precisava colocar o maior número possível de palavras-chave em uma página e classificá-las.

Lembre-se, você está escrevendo para humanos, não bots.

Empacotando e distribuindo conteúdo B2B

As formas de empacotar e distribuir seu conteúdo não param de aumentar. São blogs, e-books, podcasts, vídeos e muito mais. Eu notei que uma das minhas startups favoritas, HotJar, até criou seu próprio programa ‘de TV’.

Empresas inteligentes estão ouvindo o que seus clientes querem e empacotando conteúdo da maneira que seu público prefere.

Aqui estão algumas idéias de como empacotar seu conteúdo B2B:

  • Um blog é essencial. É o pão e a manteiga do conteúdo. Um blog deve ser informativo, fácil de navegar e organizado.
  • Ebooks são ótimos para geração de leads. Não sei bem porquê, mas criar conteúdo em formato para download o torna ainda mais valioso. Você pode pegar seus posts mais populares e elaborá-los ainda mais ou combiná-los para formar um e-book coeso. Em seguida, use esse e-book como uma forma de gerar mais assinantes de newsletter.
  • Podcasts nunca foram tão populares. Uma maneira fácil de iniciar um podcast é simplesmente transformar o conteúdo existente em áudio.
  • Webinars e vídeos funcionam bem. Esses formatos são uma ótima maneira de se conectar e instruir seu mercado. Você pode usar webinars para coletar mais leads também. Basta criar uma página de destino para as pessoas se inscreverem no seminário on-line e capturar seu endereço de e-mail. Veja um exemplo de uma página de inscrição. Esse foi criada pela Sprout para o seminário on-line de como criar um calendário de conteúdo social B2B.

Como distribuir conteúdo B2B

Seu conteúdo não serve para nada se as pessoas não o virem. Você precisa colocá-lo na frente dos olhares que importam.

  • Mídia social: programe seu conteúdo para ser compartilhado em todos os seus canais sociais no dia em que ele for publicado. Você pode usar ferramentas de agendamento para facilitar o planejamento do seu calendário de mídia social.
  • E-mail: o e-mail é uma forma eficaz de obter conversões de B2B, portanto, mantenha seus inscritos informados com conteúdo valioso.
  • Grupos do LinkedIn ou Facebook: grupos que são relevantes para o seu mercado-alvo são ótimos para compartilhar novos conteúdos, particularmente o conteúdo B2B. Passe algum tempo procurando grupos que você possa participar.
  • Canais do Slack: os canais do Slack são outra maneira menos conhecida de compartilhar seu conteúdo. Tive algum sucesso pessoal na construção de relacionamentos e na conversão de clientes em potencial compartilhando meu conteúdo em comunidades relevantes do Slack.

Pense a longo prazo

Uma coisa é certa: o jogo de conteúdo é de longo prazo. Leva meses para elevar sua classificação de busca, meses para construir uma comunidade em redes sociais e meses para agilizar seu processo de criação de conteúdo.

Seja consistente e, com o tempo, você começará a ver os resultados.

Por último, compartilhe sua experiência aqui nos comentários do blog! Quais são algumas das práticas de marketing de conteúdo B2B que valeram a pena para sua empresa? Quais são suas ferramentas favoritas? Quais tipos de conteúdo você prefere compartilhar e por quê?

*Esse post foi parcialmente traduzido e baseado nesse post do blog da Sprout Social.

Escrito por: Isabel Furtado Machado

Isabel é sócia-fundadora da Gawa trabalha com marketing digital desde 2008 e é instrutora de cursos na área desde 2010.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *